SEO para jornalistas: qual é a importância?
Entenda como seo para jornalistas impacta na informação que o leitor vai encontrar
Por Sandreli Wagner

Analista de ROI
Compartilhe:

Em momento algum, quando comecei a faculdade de jornalismo, imaginei estudar e me aprofundar em SEO. Aliás, nunca tinha ouvido essa expressão no meio acadêmico e provavelmente se ela tivesse aparecido em alguma leitura obrigatória nos primeiros semestres, teria passado despercebida – assim como é para muito jornalistas já formados ou em formação. Essa palavrinha, entretanto, é adorada no meio publicitário e já faz parte da rotina do marketing há muitos anos.

Por sorte, assim que SEO passou a fazer parte do meu dia a dia, fiquei bastante curiosa (ainda bem!). Na época, estava no 5º período da faculdade, mas já trabalhava há quase três anos como Gestora de Relacionamento e Resultados na A2C. A falta de reconhecimento das técnicas de otimização por um lado e a importância para o outro acendeu em mim uma inquietação que gerou meu primeiro questionamento: mas e o SEO no jornalismo?

Foi aí que tudo começou e também que outras dúvidas surgiram. Mas antes, é importante esclarecer o conceito básico que motivou não somente este artigo, mas a pergunta em si:

Primeiramente, o que é SEO?

O termo é abreviação de Search Engine Optimization (ou seja, Otimização para Resultados de Busca). De forma bastante resumida, trata-se de um conjunto de técnicas que, quando bem aplicadas, podem melhorar o posicionamento do sites nas buscas orgânicas de sites como Google ou Bing.

Assim, páginas otimizadas têm mais chances de ranquear nas primeiras posições dos mecanismos de buscas, recebendo mais cliques e levando mais usuários para o site, enquanto páginas não otimizadas podem nem ser encontradas em uma busca no Google. De acordo com dados da Conversion, a primeira posição da página de resultados de busca (SERP) recebe cerca de 31,24% dos cliques. Esse número diminui a cada posição e poucos usuários chegam até a segunda página.

Simplificando ainda mais: a web possui bilhões de sites ativos e todos os dias são criadas novas páginas. Por isso existem diversos critérios utilizados pelos motores de pesquisa para classificar cada uma dessas páginas e garantir que os resultados mais adequados sejam exibidos por primeiro em cada busca que fazemos. Um site que deseja ser encontrado organicamente (de forma não-paga), precisa utilizar técnicas de SEO que vão desde a criação de conteúdo de qualidade, uso de palavras-chave e títulos coerentes, até a otimização de imagens, links e adaptações de código. Parece difícil, mas com a prática essas técnicas passam a fazer parte da rotina e tudo fica mais fácil, juro.

Ok, mas e o SEO para jornalistas?

Entendido o conceito de SEO, fica fácil compreender a importância da aplicação das técnicas na construção de sites e conteúdo para a web. Na publicidade e no marketing, por exemplo, essas técnicas são exploradas para dar mais visibilidade a produtos e marcas, aumentando vendas.

O objetivo usar técnicas de seo no trabalho jornalístico é diferente, mas a mesma lógica pode ser aplicada. O jornalismo existe para informar. E como levar informação para o máximo de pessoas possível? Criando conteúdo de qualidade e fazendo com que seja facilmente encontrado. Dá até pra fazer matemática:

tecnicas-de-seo-para-jornalismo

 

O problema está, principal e ironicamente, na falta de informação para os jornalistas. SEO é um tema pouquíssimo explorado nas universidades, quando deveria ser tratado como característica básica para construção de textos para a web. Apesar disso, ao longo da minha formação, tive a sorte de contar com professores incríveis que me deram suporte para me aventurar nesse tema, mesmo com pouca literatura disponível.

Chamo de sorte porque existem poucos jornalistas qualificados no assunto e até mesmo veículos grandes e importantes no Brasil cometem erros básicos na hora de escrever conteúdos otimizados para as ferramentas de buscas. Assim, o jornalismo de qualidade vai perdendo espaço para blogs, sites comerciais ou veículos menos especializados em informação e quando aparece em destaque, é através de portais antigos e com muita autoridade de domínio que, mesmo com algumas falhas de aplicação, acabam ultrapassando sites regionais e veículos independentes.

E tem mais: apesar da lógica ser a mesma tanto no jornalismo quanto na publicidade, existem particularidades que precisam ser consideradas em cada objetivo. Notícias, reportagens, coberturas e releases são textos completamente diferentes da redação informal de um artigo de blog (como esse que você está lendo).

Além da objetividade e da imparcialidade, ainda é preciso lidar com lead (o primeiro parágrafo do texto que resume toda a informação), pirâmide invertida e acontecimentos inéditos. Enquanto na publicidade, por exemplo, um redator pode procurar as palavras-chave mais populares para escrever seu texto de forma otimizada e adequada com as buscas dos usuários, no jornalismo muitas vezes é necessário criar textos de forma intuitiva porque a informação divulgada nunca foi pesquisada antes e não existe histórico de palavras-chave. E aí? Quem ensina como fazer isso?

Quando comecei a pesquisar sobre o assunto e me deparei com a falta de conteúdo especializado, fiquei ao mesmo tempo assustada e animada. Assustada porque significava que haveria pouca base para minha pesquisa e também que poucos jornalistas estavam dando atenção para isso. Animada porque vi nisso uma oportunidade de ajudar profissionais que ainda não conheciam o tema. Com o SEO, o jornalismo poderia ganhar mais visibilidade. Foi assim que surgiu o Guia de SEO para Jornalistas, meu Projeto Experimental na faculdade, que reúne as principais técnicas de seo no jornalismo.

O Guia foi, para mim, a resposta para a dúvida que começou esse artigo: e o SEO para jornalistas? É importante, é essencial e já passou da hora de colocarmos em prática.

Quer saber como? Leia o próximo conteúdo da série e saiba como funciona o SEO na prática, começando pelas Assessorias de Imprensa.

*Este artigo é o primeiro de uma série de 3 textos sobre SEO no Jornalismo. Próximos conteúdos:

Texto 2: Estratégias de SEO para assessoria de imprensa
Texto 3: Como escrever textos otimizados para SEO?

 

Compartilhe:

RECEBA
NOVIDADES
DA A2C

E-mail cadastrado! Aguarde nossas novidades.