O que é Transformação Digital?
Entenda o que é transformação digital e por que ficar de fora dele não é uma opção.
Por A2C

Acelere. Colabore. Transforme
Compartilhe:

Embora já estejamos familiarizados com a internet e muitas de suas possibilidades, é a primeira vez que vemos a tecnologia se desenvolver em uma velocidade tão rápida. Novas ferramentas e soluções são criadas em um ritmo surpreendente — e estão mudando não só a forma como consumimos, mas os processos produtivos, as rotinas organizacionais e até o funcionamento do mercado.

Já não conseguimos imaginar o dia a dia sem as tecnologias digitais. Elas fazem parte de nossa rotina de trabalho, estudos e lazer. Em computadores e celulares acessamos sites, aplicativos e softwares que nos permitem realizar diversas tarefas e ter acesso a vários tipos de serviços com muito mais rapidez e comodidade. Estamos cada vez mais conectados e não há como fugir da transformação digital.

Saiba como a transformação digital vai impactar a sua vida.

Nesse contexto, as organizações precisam se reinventar para adotar formas inovadoras de fazer negócios e entregar aos clientes o que eles procuram. Os avanços tecnológicos não trazem apenas vantagens competitivas, eles se tornam necessários para que uma empresa continue existindo.

Mas afinal, o que é transformação digital? Neste artigo, entenda como funciona esse processo, quais vantagens eles trazem para as organizações e quais são os principais desafios para implementá-lo.

O que é transformação digital

A transformação digital é a integração da tecnologia aos processos de uma empresa com o objetivo conquistar melhores resultados. Novas tecnologias, como Internet das Coisas (IoT), Big Data e Inteligência Artificial (AI), agilizam a rotina de trabalho, a tomada de decisões, facilitam a comunicação e colaboram para a construção de produtos e serviços com mais qualidade.

A ideia é que essas inovações sejam realmente incorporadas aos métodos da organização, passando a ter um papel central em sua estratégia. Nesse contexto, não basta adotar novas tecnologias de forma superficial, é preciso promover uma mudança estrutural que altere a cultura da empresa e a forma como ela opera.

Com consumidores superconectados, que demandam cada vez mais inovação e agilidade, o foco dessa transformação é a experiência do cliente — e a tecnologia está no centro dela. Por isso, as organizações precisam entendê-la como um investimento que viabiliza o seu funcionamento no futuro.

Como essa revolução beneficia os negócios

Segundo a pesquisa The Agility Trap, realizada em 2016 pela empresa Bizagi, a cada 3 empresas entrevistadas uma já estava desenvolvendo o seu projeto de transformação digital. Isso mostra que o processo já começou e quem ficar de fora dele está perdendo oportunidades para a concorrência.

Mas modificar a cultura empresarial não é uma tarefa simples, não é mesmo? Para isso é preciso envolver muitos profissionais, investir em equipamentos, rever operações e realizar muitas tarefas que demandam tempo.

Será que esse esforço vale a pena? Incorporar as tecnologias digitais aos processos de negócios traz uma série de benefícios para as organizações. Conheça os principais deles a seguir.

Aumento da produtividade

As novas tecnologias podem tornar o dia a dia de uma empresa muito mais dinâmico. Isso porque máquinas e softwares permitem a criação de fluxos de trabalho automatizados, que eliminam a necessidade da interação humana em diversos processos, como cadastro de dados e organização de documentos. Assim, os colaboradores passam a ter mais tempo para se dedicar a tarefas estratégicas.

Um exemplo da aplicação dessas tecnologias é a automação de marketing, que integra dados em sistemas de visualização únicos e automatiza o processo de interagir, captar, nutrir e qualificar prospects e leads.

Dessa forma, a transformação digital colabora para a criação de ambientes de trabalho muito mais produtivos, em que as atividades são simplificadas e concluídas com mais rapidez. Ou seja, há mais tempo para fazer testes, validações e revisões das práticas adotadas.

Clientes mais satisfeitos

As inovações que fazem parte da transformação digital permitem que as organizações tenham acesso a um grande volume de dados sobre o comportamento de seu público-alvo. Com essas informações em mãos, é possível encontrar novas estratégias de relacionamento e oferecer um atendimento ao cliente cada vez mais personalizado.

Os chatbots, por exemplo, são robôs que conseguem interagir com pessoas, mantendo conversas com elas pela internet. Essa ferramenta tem sido cada vez mais usada e está revolucionando a forma como fazemos o atendimento ao cliente.

Como mencionado, a experiência do cliente é o foco de toda essa revolução — afinal, é a qualidade do relacionamento com o consumidor que determina o sucesso de um negócio. Hoje em dia, há soluções inovadoras, como ferramentas capazes de identificar padrões de preferência dos usuários, que já são usadas com o objetivo de atrair mais pessoas e aumentar o alcance de uma marca.

Redução de custos

Gastos com manutenções, infraestrutura de TI, erros manuais e até a contratação de novos profissionais podem ser reduzidos com o uso de tecnologias como Cloud Computing e Internet das Coisas.

Máquinas conectadas à internet podem se comunicar, enquanto a computação em nuvem permite o uso de diversos recursos que estejam hospedados na internet de qualquer lugar do mundo. Essas inovações colaboram de forma significativa para a redução dos custos operacionais, principalmente porque ajudam a aumentar a produtividade.

Se adaptar à transformação digital é uma forma de aumentar a eficiência e a produtividade de uma empresa, garantindo que ela tenha melhores resultados. Agora que você já sabe como essa revolução pode ser uma grande aliada, veja alguns exemplos de negócios que já estão se adaptando a essa realidade.

Transformação digital: alguns exemplos

A princípio, pode parecer que a transformação digital ainda está muito distante de nossa realidade e demorará anos para se concretizar. Porém, não estamos falando de um processo que tem um ponto final. Ele é um movimento contínuo, que trará mudanças cada vez maiores e, ao contrário do que muitos pensam, já está em curso. E todas as empresas precisam se adaptar.

Quer saber como romper com as antigas estruturas, automatizar processos e se adaptar à era digital? A seguir, veja alguns exemplos de modelos de negócios que embarcaram na transformação digital.

Bancos digitais

A transformação digital chegou ao mercado financeiro, trazendo várias mudanças para a rotina das instituições e dos seus clientes. Hoje, novos modelos de serviço fazem parte do dia a dia de pessoas comuns, a começar pelos bancos digitais. Por meio de aplicativos de celular, os clientes desses bancos podem acessar suas contas, fazer transferências, pagamentos e gerar boletos — tudo isso sem pagar nenhuma taxa. Ou seja, a transformação digital mudando a experiência do usuário.

Nesse caso, a internet funciona não apenas como mais um canal para que o usuário entre em contato com uma organização, mas é o espaço em que todas as transações financeiras são realizadas.

Serviços de streaming

A tecnologia de streaming permite que dados de vídeo e áudio sejam transmitidos instantaneamente pela rede de internet. Serviços que usam essa tecnologia disponibilizam vídeos e músicas para os usuários sem que eles precisem fazer downloads. Basta acessar um site ou aplicativo, fazer login e escolher o que assistir ou ouvir.

Pensou em alguma empresa que baseia toda a sua oferta de conteúdos nessa tecnologia? Isso mesmo, a Netflix é uma delas. Em um determinado momento de sua trajetória, a empresa decidiu abandonou a ideia de entregar vídeos para os seus clientes e passou a deixá-los disponíveis na internet, para serem acessados a qualquer momento.

Após o sucesso da empreitada, emissoras de televisão e outras instituições começaram a investir na mesma estratégia, garantindo que seu público tivesse mais liberdade para assistir aos vídeos produzidos. Nesse caso, a tecnologia também funciona como um meio para o serviço e está alterando profundamente a forma como consumimos produtos audiovisuais.

Fábricas inteligentes

Chamamos de fábricas inteligentes as empresas do ramo industrial que usam a tecnologia para otimizar a sua linha de produção. Sistemas de automação de informação complexos ajudam a aumentar o controle dos processos e a produtividade das fábricas, gerando benefícios para quem produz e consome.

A empresa Under Armour, líder no desenvolvimento de roupas, calçados e acessórios esportivos de alta performance, é um exemplo de organização que investiu no desenvolvimento tecnológico não apenas em seus produtos, mas também no chão de fábrica.

Em 2016, a empresa inaugurou uma fábrica inteligente, em que pesquisas sobre digitalização e impressão 3D são realizadas com o objetivo de encontrar formas mais eficientes de produzir tênis de qualidade e adequados para  diferentes tipos de usuários.

Desafios da transformação digital

A transformação digital traz diversas oportunidades para as organizações, mas não é simples implementar uma cultura mais digital em uma empresa. A seguir, conheça alguns dos desafios enfrentados por quem quer fazer parte dessa revolução.

Criar uma cultura digital

Uma das primeiras dificuldades das organizações que querem entrar na era da transformação digital é separar a estratégia digital da estratégia geral. A tecnologia deve ser incorporada à estrutura da empresa, fazendo parte de todos os seus setores — desde os departamentos administrativos até os pontos de vendas.

Não é fácil quebrar paradigmas, por isso é fundamental ter lideranças bastante ativas, que adotem uma postura firme e positiva para mostrar aos colaboradores as vantagens dessa mudança e avaliar as medidas necessárias para que ela se efetive.

Nesse contexto, gestores e colaboradores precisam agir de forma coerente com o processo ao qual a empresa deseja se integrar. Por exemplo, eles podem apresentar tecnologias como o Big Data e a Internet das Coisas aos clientes, para que eles fiquem familiarizados com tecnologias que podem ser usadas no atendimento, e usar os APIs — Interface de programação de Aplicativos — para ampliar o alcance do negócio.

Investir em pessoas

Antes de comprar novas ferramentas que prometem revolucionar o funcionamento de uma empresa, é importante lembrar que a transformação digital não acontece sem o trabalho das pessoas. Por isso, é importante investir na preparação dos colaboradores antes de partir para a aquisição de produtos e serviços.

A melhor forma de lidar com esse desafio é dar treinamentos para que o seu time lide com as novas soluções e até contratar novos profissionais para compor o time e ajudar os demais.

Para iniciar esse processo, porém, é preciso estudar a empresa e as mudanças pela qual ela passará para prever futuras demandas e habilidades da organização. Assim, será possível planejar formas de desenvolver as habilidades necessárias para suprir cada demanda.

Atuar de acordo com o contexto

Para adentrar na transformação digital é preciso levar as novas tecnologias para o centro da estratégia de uma empresa. Ou seja, é necessário mudar a cultura da organização, construindo novas estratégias, novos modelos de produção e novas formas de relacionamento com o cliente.

Em empresas grandes, que estão presentes em várias regiões ou em vários países, a mudança precisa ser geral, chegando a todos os seus espaços. Porém, cada local demandará uma estratégia diferente, que leve em consideração as peculiaridades regionais.

Mensurar resultados

A transformação digital é um processo constante. As organizações que investem nele não estão chegando a um ponto final, mas começam a desenvolver as habilidades necessárias para atuar em um novo período, em que a tecnologia, as ferramentas e os métodos se desenvolvem em uma velocidade ainda maior que a que vemos hoje.

Além disso, levar a tecnologia para o as estratégias das organizações exige o acompanhamento de vários indicadores — que permitirão analisar os avanços da empresa durante essa caminhada.

Acompanhar indicadores diferentes — e que contemplem todos os setores da empresa — é uma forma de conseguir acompanhar com mais eficácia a incorporação da inovação aos processos da organização. Mas, da mesma forma que as estratégias podem ser adaptadas, os medidores também podem, sempre que for necessário fazer algum ajuste.

Na era da internet, ignorar a transformação digital não é uma opção — a mudança é uma certeza. A incorporação das novas tecnologias aos processos empresariais já é uma realidade que está provocando grandes mudanças na forma como consumimos e produzimos — e isso é apenas o começo — a tendência é que esse processo se intensifique ainda mais. Se planejar para embarcar nesse movimento é fundamental para obter sucesso e se destacar entre a concorrência.

Quer ajuda para transformar o seu negócio? Saiba mais sobre como a A2C pode ajudar você nesse processo lendo o infográfico que desenvolvemos com 5 passos para iniciar a caminhada da sua empresa rumo à transformação digital.

Compartilhe:

RECEBA
NOVIDADES
DA A2C

E-mail cadastrado! Aguarde nossas novidades.