11 dicas para um Onboarding de Impacto
Como estruturar o programa de integração dos novos colaboradores na sua empresa
Por Juliana Santos

Coordenadora de Gestão de Pessoas
Compartilhe:

 

Onboarding vem do termo Inglês que significa “Embarcar”. No caso de Gestão de Pessoas, o Onboarding vem para reestruturar a velha integração de colaboradores, cansativa, entulhada de conteúdo e com muito tempo investido.

De acordo com uma pesquisa feita pelo Brandon Hall Group, 70% das companhias nos Estados Unidos afirmam que o engajamento é uma prioridade.

O conceito do Onboarding existe para que o novo colaborador consiga mergulhar de cabeça na cultura da empresa e de fato construa o sentimento de “pertencimento”,  que tenha sentimento de dono e ainda que se sinta muito bem-vindo e acolhido. Tudo isso contribui para que reduza o índice de turnover e promova a retenção, com foco na visão sistêmica do negócio.

Confira nesse artigo 11 dicas que resumem o que tratamos no webinar Onboarding de Impacto.

  1. É  importante entender que o Onboarding começa na hora de divulgar a vaga. Por isso, tornar a sua empresa uma marca empregadora é fundamental para atração dos melhores e mais entusiasmados profissionais que queiram fazer parte do seu negócio. Busque ter atenção aos detalhes visando atrair perfis que realmente se adequem à cultura da sua empresa. Vale deixar de forma bem explicativa quais as características da cultura da sua organização, valores e diferenciais. A dica é ter essas informações sempre visíveis para atrair apenas aqueles que se identificarem com o perfil da empresa. Essas informações podem estar contidas no “Trabalhe conosco” da sua empresa ou no anúncio das vagas.
  2. Amenize a burocratização das admissões. Existem muitas plataformas, como a Xerpa, que faz um processo otimizado da contratação e ameniza o tempo dos RH’s. Essa plataforma também possibilita você ter informações do candidato personalizadas a fim de conhecê-lo mais a fundo, saber a numeração de roupas e calçados, opção de benefícios, gostos pessoais, envio automático dos holerites, entre outros muitos benefícios.
  3. Escolha um mentor ou padrinho/madrinha que acompanhe o colaborador nos primeiros três meses, para que ele tenha um porto seguro, um pilar e alguém que possa ajudar no desenvolvimento do seu desempenho que não seja seu líder. Vale ter cuidado nessa escolha para que seja alguém que atenda aos critérios, alguém apaixonado pela sua marca empregadora.
  4. Procure ser cordial e esteja preparado no momento da entrevista. Não deixe o candidato esperando, respeite o horário marcado.
  5. E não esqueça das devolutivas, mesmo que negativas. Essa é uma das etapas mais importantes para que o candidato não saia do processo com uma imagem negativa. Evite deixar ele esperando por uma resposta muito tempo.
  6. Prepare um checklist para não esquecer de nada, e estabeleça o dia do Onboarding como uma data muito importante, um evento.
  7. Envolva os colaboradores para que todos estejam preparados para receber o novo integrante com muita cordialidade. Um simples bom dia, boa tarde, conte comigo com um sorriso sincero no rosto, pode fazer toda a diferença. Lembre-se que a primeira impressão quase sempre é a que fica e o retrabalho para desfazer essa impressão negativa é enorme.
  8. Um Kit de Boas-vindas contribui muito para o sentimento de “pertencimento”. Nós, na A2C, entregamos um kit com caderno, lápis, adesivos e caneca personalizados.
  9. Vale registrar o momento e aproveitar para publicar nas suas redes, com objetivo de ampliar a reputação de marca empregadora.
  10. Convide um representante de cada área para falar sobre suas principais demandas, a fim de consolidar a visão sistêmica do negócio. Pode ser algo rápido, em torno de 30 minutos para cada área. 
  11. Utilize os seus canais de comunicação para anunciar a nova chegada do colaborador, enviar boas-vindas e compartilhar um pouco dos seus gostos pessoais. Ajuda também a criar empatia entre os colaboradores.

Feedback de quem já participou de um Onboarding de Impacto:

“Me senti acolhida e importante. Senti que a empresa se preparou para a minha chegada. Achei bem organizado. Quando cheguei já tinha uma estação de trabalho, com balões de boas-vindas (muito fofo!). Achei incrível que tudo estava programado com horários e, perto do almoço, a responsável pelo RH veio até nossa sala de reunião entregar o meu ticket alimentação já carregado (sério, no primeiro dia!)  Pode parecer o mínimo, mas quem vem de outras empresas realmente se depara com essa recepção e pensa “Que demais!”. Gabriela Windmuller – Consultora de negócios.

“O onboarding foi uma experiência totalmente nova para mim. Com ele tive a possibilidade de uma aproximação com as pessoas das demais equipes e também compreendi mais sobre cada área. Nunca tinha passado por algo parecido antes. Me senti muito acolhida e pertencente à equipe desde o primeiro dia de trabalho.”  Samid Borinelli – Analista de ROI

“O fato de ter recebido com antecedência toda a programação do onboarding gerou uma tranquilidade muito grande, pois eu já sabia tudo que iria acontecer, sem ter aquela sensação de ficar perdido. Então eu diria que o onboarding acontece antes mesmo do primeiro dia, pois além de receber a programação, também já fiquei conhecendo a minha madrinha, que deu todo o apoio na minha chegada. A recepção de todos foi excelente, e logo de cara já conhecer todos os líderes gerou um sentimento de maior liberdade e acessibilidade para comunicação com eles ou qualquer outra pessoa.” – Gustavo Filho – Atendimento.

Agora, siga as dicas e adapte-as à realidade da cultura da sua organização. Aproveite e colete feedbacks dos participantes para você entender o impacto de um Onboarding bem estruturado.

Compartilhe:

RECEBA
NOVIDADES
DA A2C

E-mail cadastrado! Aguarde nossas novidades.